Vai uma Coca-Cola aí?

IMG_8075

Você acorda com fome, mas está com pressa de sair de casa….aí você toma um copo de de suco de caixinha ou um copo de refrigerante e uma fatia de pão com requeijão light e vai trabalhar. No meio da manhã você está morrendo de fome e come um salgadinho integral ou uma barrinha de cereal com frutas e mel porque você não tem muito tempo.

O almoço é um macarrão, ou arroz com carne, batata e um pouquinho de salada, e para quem segue a modinha do momento aquele sanduíche de tapioca com bastante recheio. Para acompanhar, mais uma latinha de refrigerante. Lá pelas 3 da tarde você tem aquele desejo de comer doce e acaba comendo bala, biscoito ou bolo. Se você treina durante a noite, você se convenceu de que precisa de um lanche reforçado, um sanduíche de pão integral com bastante queijo e presunto com um suco FIT de caixinha. Você sai da academia mais uma vez faminto e bate um prato de arroz branco ou integral, feijão, carne, batata. Se você não tem comida em casa, acaba comendo uma pizza e bebendo uma cervejinha com os amigos.

Parece familiar?

Segundo a Pesquisa Nacional da Saúde, divulgada pelo IBGE em 2014, quase um quarto dos brasileiros toma refrigerante ou sucos industrializados pelo menos cinco vezes na semana e ingere bebidas alcóolicas mais de uma vez na semana.

Esses chamados “alimentos” nada mais são do que açúcares mascarados.

A pesquisa pode ser acessada no site do IBGE, então não vou divulgar todos os dados, mas os resultados são alarmantes com uma população que prefere os lanches rápidos à refeição caseira, consome poucas frutas e hortaliças e vem aumentando o consumo de doces (especialmente pela população feminina). O resultado: mais carboidrato (açúcar) e menos fibra e proteína.

O ponto importante é: o grupo de entrevistados com mais instrução apresenta melhores resultados, ou seja, educação é essencial para as escolhas alimentares do brasileiro.

Mas para a surpresa de muitos, ainda tem muita gente com curso superior e com acesso à informação que toma refrigerante e se convence com os discursos: “você merece”, “você não tem mais nada para comer”, “é o final de semana”, ou “você não tem tempo”.

Eu vou explicar o que acontece com o nosso corpo quando ingerimos um copo de Coca-Cola com o estômago vazio.

Para começar: uma lata de Coca-Cola contém aproximadamente 9 colheres de chá de açúcar.

Oi?

É isso mesmo, 9 colheres CHEIAS. Agora, pegue um copo e coloque 9 colheres de açúcar dentro. Agora me diga: você comeria todo esse açúcar de uma vez só? Então vamos voltar ao que acontece com o seu corpo de maneira simplificada.

O seu estômago rapidamente absorve a frutose e a glucose do refrigerante e você experimenta um pico de açúcar no sangue que, consequentemente desencadeia a produção de altos níveis de insulina. A insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas em resposta aos níveis de glucose no sangue. Quanto mais açúcar ingerido, mais insulina nosso corpo produz.

Essa alta produção de insulina impede a queima de gordura porque ela acaba desencadeando a produção de novas células adiposas. Afinal, por que o corpo queimaria gordura para a produção de energia se você está dando altas quantidades de açúcar de rápida absorção? Simplificando: açúcar = energia.

Outro hormônio que vale mencionar é o cortisol. O cortisol é produzido todos os dias pela manhã e que nos prepara para o dia, e ainda por cima transforma o nosso corpo numa máquina de queimar gordura durante a manhã. O cortisol queima gordura para liberar energia para o dia que começa. Claro que isso tudo acontece se os seus níveis de cortisol estão normais. Vale lembrar que muito cortisol provocado por estresse não contribui para a perda de gordura…!

Mas o que o cortisol tem a ver com o açúcar e a insulina? Com a ingestão de açúcares e a produção de altas quantidades de insulina, o cortisol, hormônio produzido entre 8-9 da manhã, deixa de transformar os triglicerídeos em ácidos graxos livres – a lipólise (queima da nossa querida gordurinha).

Eu estou simplificando um processo complexo que involve outros hormônios como por exemplo a leptina e a grelina. A grelina é um hormônio que regula o seu apetite, responsável por sinalizar quando o seu estômago está vazio, mandando uma mensagem ao cérebro: “Ei, quando você vai comer?”. A grelina também alcança o seu pico pela manhã e é responsável pela produção do hormônio de crescimento (GH) que também promove a lipólise e a diminuição da perda de massa muscular. Com o aumento dos níveis de açúcar e da insulina, você acaba diminuindo a produção da grelina e do GH…

…Isso tudo acontece pela manhã quando você se enche de carboidrato/açúcar. 

Pronto. Com uma suposta bebida inocente e saborosa com 9 colheres de chá de açúcar, você conseguiu transformar o nosso corpo, uma máquina de queimar gordura, em uma máquina de armazenamento de gordura sem nem saber! Fora o efeito espiral ao longo do dia: devido aos altos níveis de açúcar no sangue e consequente absorção do mesmo pelo corpo, você se sente irritadiço e com fome algumas horas depois do café da manhã. E aí você corre para a lojinha de salgado e doces tentando controlar a sua fome e acaba se entupindo de mais carboidrato…

O que fazer com essa informação?

O que eu aprendi por experiência própria e depois de muita pesquisa: eu parei de contar calorias e comecei a me preocupar com a qualidade dos alimentos ingeridos. Açúcar de fontes de carboidrato industrializados não faz bem a ninguém. E a Coca-Cola é um dos piores exemplos que existem…E se tomada pela manhã então tem efeitos ainda mais catastróficos, justamente quando o corpo está se preparando para um dia de trabalho. E para finalizar, os corantes, o açúcar, o sal industrializado e o ácido dos refrigerantes são ingredientes perigosos e, juntos são altamente viciantes.

Para finalizar, eu queria dizer que a Coca-Cola é somente um exemplo e não significa que outros alimentos não desencadeiem efeitos semelhantes no corpo. Eu escolhi a Coca-Cola porque a bebida é um dos piores “alimentos” com nenhum valor nutritivo e, que na minha opinião, só deve ser usada para limpar pias e banheiros. Isso também se aplica a outros refrigerantes gente, não estou me referindo somente a Coca. Mas, sucos de caixinha, pães, e outros alimentos com quantidades altas de carboidrato também causam o mesmo efeito no corpo.

Eu sei que parece dramático, mas eu peço a todos vocês que tomam Coca-Cola a pensar nos seguintes pontos antes de comprar uma latinha:

  • você estará ingerindo 9 colheres de chá cheias de açúcar
  • você vai desencadear uma confusão hormonal no seu corpo
  • o seu corpo vai parar de queimar gordura
  • o seu corpo vai armazenar gordura
  • o seu corpo não vai aproveitar nadinha da Coca, nem um nutrientezinho
  • o refrigerante vicia e você vai se tornar dependente, se já não é agora

Então, o que eu fiz para substituir o refrigerante?

Eu adorava tomar Coca Zero porque eu justificava para mim mesma que era melhor do que a Coca comum. Mas, no final das contas, os ingredientes são os mesmos e a única diferença era o adoçante ao invés do açúcar.

O que eu descobri é que eu era mais viciada na sensação refrescante que a Coca-Cola me dava, então eu troquei o refrigerante pela água com gás. Quando me dá aquela vontade de tomar uma Coca Zero gelada, eu tomo um copo de água com gás com limão e gelo. E eu amo limão gente! Fica uma delícia!

Quem aí agora vai viciar na água com gás? 🙂 Me digam se funcionou para vocês!

Referências:

IBGE. Pesquisa Nacional de Saúde 2013. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/pns/2013/default.shtm. Acesso em 14 de fev. 2015

Kallio P, et al. Dietary carbohydrate modification induces alterations in gene expression in abdominal subcutaneous adipose tissue in persons with the metabolic syndrome: the FUNGENUT Study. Am J Clin Nutr. 2007 May; 85( 5): 1417– 27. Acesso em 14 de fev. 2015

Hyman M. Why Focusing on Calories Misses the Bigger Picture for Your Weight and Health, Disponível em: http://drhyman.com/blog/2015/02/13/focusing-calories-misses-bigger-picture-weight-health/#close. Acesso em 14 de fev. 2015

Sorrentino, V.  O que esta deixando o mundo obeso. Disponível em: http://www.drvictorsorrentino.com.br/o-que-esta-deixando-o-mundo-obeso/. Acesso em 14 de fev. 2015

Sorrentino, Victor. Segredos para uma vida longa / Victor Sorrentino. – 1 ed. – Porto Alegre : Totalcom Comunicação, 2014.

Kollias, H. Leptin, ghrelin, and weight loss. Here’s what the research has to say. Disponível em: http://www.precisionnutrition.com/leptin-ghrelin-weight-loss. Acesso em 14 de fev. 2015

Kiefer, J. Carb Back-Loading Step 1: Breakfast, Disponível em: http://www.schwarzenegger.com/fitness/post/carb-back-loading-step-1-breakfast, Acesso em 14 de fev. 2015

2 respostas em “Vai uma Coca-Cola aí?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s