Salada de arroz e freekeh – saudável, simples e saborosa

Eu sou péssima em postar receitas e vocês sabem disso, né? rsrs…Mas como no VLOG de hoje nós conversamos com o Chef Garibaldi e ele fez aquela salada MARA, eu prometi a ele que ia postar a receita por aqui.

É muito fácil e MARAVILHOSA! E se vocês não acharam o freekeh (grão de trigo ainda verde com um processo de produção diferente),  vocês podem incluir algum outro grão mais crocante. Agora quem quiser apostar nessa grão que é chamado de superalimento, vale super a pena porque:

  • contém quatro vezes mais fibras que o arroz integral
  • é muito saboroso com um gostinho defumado
  • possui baixo índice glicêmico

Mas, o freekeh ainda é uma fonte de carboidrato, então moderação é a chave, né?

Ingredientes 

  • 1/2 xícara de arroz marrom
  • 1/2 xícara de freekeh
  • 10g salsinha picada
  • 20g groselha ou uva passa
  • Cebolinha a gosto
  • 1/2 cebola picada
  • 40g pimentão vermelho picado
  • 20g castanha de cajú picado
  • 20g pinhão ou amendoim
  • 1 dente de alho amassado
  • 60ml azeite (1/4 xícara)
  • 60ml molho teriyaki (1/4 xícara)

Cozinhar arroz e freekah em panelas separadas só com água, quando ficar pronto misture os dois e leve à geladeira para esfriar.

Misture o azeite, molho teriyaki, alho, sal e a pimenta. Retire o arroz da geladeira, acrescente o pimentão, a cebola, salsinha, cebolinha e as passas. Adicione o molho aos poucos e experimentando para checar o tempero. Ao final adicione as castanhas e sirva.

BOM APETITE!!! 🙂

E não esqueçam de seguir o Bruno, o seu instagram é @chefbgaribaldi.

 

Sobremesa simples, rápida e saudável – Creme de Tapioca

Tapioca pudim
Sobremesa de um domingo de preguiça…ou será café da manhã?
Hoje é domingo em Melbourne e eu acordei cedo, tomei café da manhã (1 ovo, um pouco de bacon e sauerkraut), liguei para o Brasil para falar com a minha mãe e voltei a dormir…gente eu estava morta! 
Aí eu acordei com aquela vontadinha de comer algo doce e lembrei que tinha comprado um pacote de pérola de tapioca…o chamado Sago que às vezes você vê em restaurantes asiáticos como sobremesa. As pérolas na verdade são as sementes da tapioca, branquinhas no pacote e transparentes ao cozinhar.
Eu resolvi postar essa receita porque ficou uma delícia e levou 13 minutos! Quer melhor que isso?
Porções: 4 
Ingredientes:
  1. 1/2 xícara de pérola de tapioca
  2. 2 1/2 de xarope de arroz integral – ou adoçante natural a gosto (stevia ou xylitol)
  3. Canela a gosto
  4. Cravo em pó à gosto
  5. 1 colher de semente chia
  6. 500 ml de leite de côco – ou para quem só tem uma latinha de 400 ml, coloque o restante de água
  7. 2 colheres de chá de essência de baunilha
Instruções
  1. Coloque meia xícara da semente de tapioca na panela com 500ml de leite de côco de latinha, daqueles originais com gordura mesmo + 2 colheres e meia de xarope de arroz integral (ou qualquer adoçante natural como xylitol ou stevia), canela, cravo em pó e essência de baunilha.
  2. Cozinhe em fogo baixo por 10 minutos mexendo de vez em quando.
  3. Passados os 10 minutos jogue uma colher de sopa de chia para um pouquinho mais de fibra e proteína.

Quem quiser colocar manga picadinha ou mirtilo (blueberries) no final, também pode! 🙂

Mas cuidado para não exagerarem na porção hein gente? Tapioca tem bastante carboidrato! 

Espero que vocês façam e aprovem!

Beijos

Bia

Dicas de sobrevivência para a ceia de Natal!

0C3A4547-Edit

Você treina todos os dias, come direitinho e tenta cuidar da sua saúde, mas quando vai chegando o Natal você começa a enfiar o pé na jaca porque afinal…é Natal!

A maioria das pessoas come mais do que deveria no final do ano, talvez por causa das festas de Natal, do amigo secreto, das festas de fim de ano do trabalho e, é claro, por causa da ceia tradicional do dia 24. Mas muitas vezes nós comemos por razões emocionais ou físicas, ou talvez por pressão social.

Veja abaixo o meu guia de sobrevivência para essa época do ano:

  1. Antes da ceia de Natal (no caso aqui da Austrália nós comemoramos no almoço do dia 25), eu vou comer como qualquer dia, meu café da manhã com ovos e bacon e salada ou um shake de proteína. Nada de começar a enfiar o pé na jaca logo cedo, ainda mais porque um café da manhã cheio de açúcar faz com o que a sua insulina vá lá em cima tentando conter a quantidade de açúcar no sangue.
  2. Eu sei que no Brasil nós reunimos a família e cada um traz um prato para a ceia, então que tal levar um prato mais leve? Por exemplo, eu vou levar uma torta de abóbora sem açúcar refinado e sem glúten (postarei a receita antes do Natal, para quem quiser fazer!) e um arroz de couve-flor (receita aqui) com linguiça, couve e cebola.
  3. Eu não vou fazer rabanada, mas se você não vai resistir, uma alternativa é usar xylitol ou stevia em pó com canela para a cobertura, que tal?
  4. Eu gosto de beber que nem todo mundo, mas eu vou beber vinho tinto seco ao invés do espumante ou pro seco. Por quê? Uma taça de vinho seco tem menos açúcar do que os espumantes, vinhos doces, cerveja ou rosés da vida. Eu sei que no Brasil vai estar um calorão, então se você resolver tomar uma cervejinha gelada, por que não optar pelas variações “low-carb”, tipo a Miller Light ou a Bud Select?
  5. Eu vou comer açúcar sim, mas de preferência frutas, sobremesas sem açúcar refinado ou mel. Se eu resolver comer um pedaço de torta de chocolate, vou comer um pedaço só. Moderação é a chave e está na lista aqui embaixo.
  6. Eu não sei o que a sua família faz para o Natal, mas normalmente o brasileiro come peru, chester, presunto e bacalhau – ótimas opções para quem não quer “jacar” no dia de Natal. Eu vou optar por acompanhamentos com pouco carboidrato como saladas, vegetais e legumes, e vou deixar de comer a salada de batata ou arroz branco, especialmente porque eu quero comer sobremesa! 🙂
  7. Moderação: evite comer um pratão logo de uma vez, mastigue devagar e tome um copo d’água cheio 20-30 minutos antes da ceia para diminuir a fome. Não beba água ou qualquer líquido durante a ceia pois a água dilui as enzimas digestivas do estômago dificultando a digestão dos alimentos.
  8. Aproveite as gordurinhas do bem das nozes e castanhas e evite comer frutas secas porque elas contêm muito açúcar. Prefira a fruta fresca.
  9. Como já postei antes no meu Instagram (você pode me seguir aqui), água entre um drink e outro é essencial para a hidratação do corpo. Outra dica ótima para quem não está mais a fim de beber mas sofre a pressão social é beber água com gás e limão e dizer que está bebendo vodka com lime soda ou refrigerante.
  10. Eu vou me exercitar de manhã com a barriga vazia e de novo logo antes da ceia, de preferência antes de comer. Que tal checar o meu exercício Rapidinha para fazer ao acordar e tentar um dos meus treinos de 5 minutos antes da ceia? Você pode achar vários treinos curtos no meu Instagram (clique aqui para redirecionar ou me procure no seu aplicativo: Home Fit Home).

E no dia seguinte? Bom, aí você volta para a sua “dieta” comum, sem entrar naquela de que se você jacou no dia anterior pode jacar até o ano virar!

Espero que tenham gostado! Me contem como vocês comemoram o Natal sem se arrepender no dia seguinte! 🙂

E eu quero aproveitar para desejar um Natal maravilhoso a todos! Lembrem-se que o Natal é uma época de dar e receber!

Beijos!!

Bia

Quem aí gosta de macarrão à bolonhesa? Receitinha simples e saudável!

Se você gosta de macarrão que nem eu mas não come por conta da quantidade de carboidratos você vai adorar essa receita! Hoje vamos fazer um espaguete de abobrinha à bolonhesa!

0C3A0931-2

Eu sei que parece maluquice, mas o espaguete fica uma delícia e nem parece que não tem massa de verdade. Que tal dar um boost nos nutrientes e testar essa receita com a família? Eu recomendo especialmente para quem tem criança em casa! Nutritivo e delicioso! 🙂

Você vai precisar de:

  • Couve – picadinha – um pouco menos da metade de um ramo
  • 3 pedaços de alho
  • 1/2 cebola picada
  • 4-5 abobrinhas – cortadas com um ralador ou qualquer equipamento de cozinha que corte a abobrinha no formato de espaguete (veja a imagem para ver como fica)
  • 500g de carne moída
  • Molho de tomate (sem açúcar)
  • Folhas de manjericão
  • Salsa picada
  • Sal e pimenta
  • Azeite
  • Manteiga
  • Queijo de cabra ou lacfree

0C3A0915-3

0C3A0928-2

Instruções

  1. Em uma frigideira pequena, coloque o azeite extra-virgem para esquentar
  2. Coloque 1/2 cebola picada na panela e refogue por 2 minutos
  3. Em seguida coloque os 2 alhos picados e refogue por mais 1 minuto
  4. Coloque a couve picadinha para fritar e frite normalmente, uns 3-4 minutinhos
  5. Coloque a carne moída para fritar
  6. Tempere a carne com sal e pimenta a gosto
  7. Frite a carne até cozinhar bem
  8. Coloque na panela o molho de tomate, a salsa e o manjericão
  9. Mexa bastante e deixe o molho ferver um pouquinho ( eu não uso muito molho por causa da quantidade de carbs, sugiro umas 3-4 colheres de sopa)
  10. Desligue o fogão e tampe a carne moída com o molho
  11. Enquanto isso você vai refogar o seu espaguete crú com 1 pedaço de alho e um pouco de azeite e manteiga. O segredo desse espaguete é que a abobrinha cozinha muito rápido, então você vai jogar o espaguete na panela quente com o alho e óleo e vai mexer por somente 1 ou 2 minutinhos porque quando você jogar o molho por cima vai cozinhar ainda mais!
  12. Despeje a carne com o molho sobre o espaguete, distribuindo uniformemente por todo o macarrão.
  13. Sirva no prato com queijo de cabra ou lacfree
  14. Bon appétit!
Spirooli

Spirooli: esse é o equipamento que eu uso para cortar a abobrinha. Você acha o Spirooli na Amazon.